Blog Grupo A

Para muitos, o conceito de escola forte ou fraca está ligado à quantidade de tarefas que o aluno leva para casa, além do número de horas diárias que dispende para realizá-las. Não é raro ouvir alguns pais elogiando o fato de os filhos não terem sábado, domingo ou feriado livres de obrigações escolares. Trata-se de um pensamento equivocado. Afinal, é na sala de aula que o aluno se apropria dos conteúdos e aprende a estudar.

A lição de casa tem por meta o treinamento e a formação de hábitos de estudo. É também um importante recurso para o estudante retomar, sozinho, assuntos da aula e melhorar sua assimilação. A “tarefa de casa” ainda cria subsídios para a continuação da aprendizagem, além de apontar o que precisa ser revisto.

No Colégio Horizontes é através dela que os alunos aprendem um recurso importante, o planejamento. As lições não são colocadas na lousa diariamente, mas, sim, entregues aos alunos em um “Quadro de Lição de Casa”. As turmas do 2º ao 4º ano recebem quadros com todas as atividades que devem ser realizadas e entregues nos próximos 15 dias. Já os alunos de 5º ao 9º ano recebem o quadro mensal. Com isso, são treinadas as habilidades de planejamento, de tempo e organização.

Outra função da tarefa, segundo o Horizontes, é a antecipação do conteúdo por parte do aluno. Explicando: nas disciplinas História, Geografia, Ciências, Biologia, Química, Física e Matemática, um dos carros chefes da lição de casa é a leitura antecipada do capítulo a ser trabalhado, seja ela apontada com grifos ou com a síntese completa. O objetivo é incentivar a autonomia frente aos estudos.

Vale ressaltar que o responsável pela feitura da lição é o aluno; só a ele cabe responder pelo não cumprimento dessa responsabilidade. Os professores do Horizontes estão sempre disponíveis para sanar dúvidas e ensinar a organizar o tempo das tarefas. Aos pais, cabe determinar e preparar o local de trabalho para seu filho, ajudando-o, se necessário, na organização da agenda pessoal.

O Horizontes  salienta ainda que não entende e tampouco aceita que a lição de casa seja utilizada pela escola como um castigo em caso de indisciplina, por exemplo. A lição deve ser parcimoniosa e garantir o lema “aula dada, aula estudada”, para cumprir sua estrita função de manter o aluno ágil e habituado a estudar de forma prazerosa e indolor.

Por fim, a tarefa de casa não deve suplantar em dificuldade o que foi dado na escola. Ela tem de ser sim, instrumento de efetivação da autonomia do aluno.

 

Nenhum comentário

Comentário